Imagem

A noiva mais feliz do mundo.

Meu casamento foi pleno e perfeito, porque foi a nossa cara. É muito emocionante celebrar uma relação de dezoito anos porque a gente já construiu uma história juntos e ver nossos filhos e amigos reunidos foi lindo. Fui a noiva mais feliz do mundo! E nada disso teria sido possível se não fossem os profissionais maravilhosos que eu escolhi para realizar o meu sonho. São eles!

Vestido Carol Nasser @carolnasseratelier

Beauty Nat Rosa @natrosamakeup

Produção Shirley Yanez @shirleyyanezb

Decoração @wedoyanez

Assessoria de Imprensa Sayonara Sarti  @sayonarasarti @novaassessoriaerp

Fotos Carla Alves @carlaalvesfotografia

Joias Vanessa Clark @vanessaclarkjoias

Arranjo de cabeça Barbarah Heliodora @chapelariabarbarah

Unhas @glowdrybar

Stylist da Cora e Tom Karen Brusttolin @karenbrusttolin

Flores (lavandas, saudade e suculentas) @wedobotanica

Papelaria e caligrafia moderna dos convites Jorge Yanez @jyanezdesign

Bem-casados e bala de côco @confeitariamarionbrasil

Doces fitness @dilemasdalala

Massagem na noiva @pesnasnuvens com produção de @allana_villela

Dia da Noiva e Lua de Mel @sofitelipanema

Vinhos veganos @medusaurbana / @vinhos_canivezi

Espumante @winevinhos

Bolo e macarons @rafaelapanisset

Buffet vegetariano @bloisebuffet

20171108223918937

DJ Lucas Alves @outknives

E a festa continua na vida, com amor…

Carolina Kasting
#casamentocarolkasting #miniwedding #casamentoperfeito

Por que falar de casamento? 


Não sou uma blogueira comum, não, não sou, definitivamente. Escrevo pelo prazer de transmitir ideias e conceitos, que podem e devem ser questionados, com delicadeza.

Hoje vou falar sobre casamento e acredito que não seja a última vez.

Mas por que falar de casamento? Porque a celebração foi marcada para outubro e está dada a largada para os preparativos.

Não será um casamento comum, não, não será, definitivamente. Até porque a noiva e o noivo já estão casados há 18 anos, têm dois filhos juntos e um terceiro, enteado da noiva; será portanto, uma celebração da vida que tivemos juntos, e ainda teremos, das conquistas compartilhadas e dos perrengues superados, sim, por que não? Com uma vida compartilhada há quase vinte anos, já é hora de se saber que ela não é um mar de rosas, que ela tem muitos espinhos e que muitas montanhas terão de ser escaladas.

Adoro essa palavra, celebração. Uma mini celebração, somente para os amigos mais íntimos, porque afinal, nesta época de crise, ninguém quer esbanjar. E sempre fomos, ele e eu, pessoas de petit comité, ou seja, poucos e muito bons amigos. Nesse aspecto meu casamento estará dentro da tendência, será um mini wedding. Ninguém quer mais gastar uma fortuna, o que na minha humilde opinião, é cafona. Esta tendência já está concretizada e aprovada. Imaginem a quantidade de noivas que, como eu, já dividem um lar com o marido. Então, vamos de mini wedding!

E já posso adiantar, a decoração será simples, será um simple wedding, sem deixar de lado a elegância, claro. Podem esperar, será de morrer de amor! Receberemos os amigos em casa, com no máximo cinquenta convidados ( eu prometi para a minha cerimonialista preferida, Shirley Yáñez, que teve, ela mesma, o casamento mais cool das redondezas cariocas, terei que cumprir ), portanto, não fique chateado se não for convidado ( risos ). Mais um motivo para que eu divida tudo com vocês, em doses homeopáticas, por aqui.

Vamos falar do vestido de noiva? Sim, vamos falar muito. Será confeccionado pela estilista Carol Nasser, que é uma artista incrível! Seu Atelier Carol Nasser veste noivas desse perfil. Noivas modernas que nas palavras da própria estilista, não querem realizar o sonho do príncipe encantado, são mulheres que já têm a vida que desejaram e querem celebrar essa feliz união. A noiva Carol Nasser sabe o que quer.

Quanto ao vestido, me deparei com uma questão, não poder mostrá-lo antes do casamento ( risos ). Fiquei possessa. Mas nem em fotos?! Não. Algumas tradições são inquebráveis. Então fui procurar saber porquê.

Dizem que não se pode ver o vestido da noiva, ou a noiva vestida antes do casamento porque em tempos remotos, os casamentos eram marcados pelos pais e, nem noiva nem noivo sequer se conheciam. Era um casamento político ou econômico. Que bom que o mundo evoluiu, neste sentido, embora alguns países ainda pratiquem esta tradição nefasta. Então, o noivo ou a noiva, caso se vissem antes do casamento, poderiam dar problemas para os pais, não querendo se casar, o que provavelmente aconteceria. O fato é que para uma noiva como eu, não mostrar o vestido antes do casamento virou mais uma superstição do que uma fidelidade à tradição. Não quero que ninguém saiba, para que possa ser uma surpresa deliciosa. É mais pelo prazer da brincadeira do que por uma regra imposta. Conclusão, farei fotos e muitas, das provas do vestido,  que já começaram. Vou mostrar sem mostrar nada, sabem como é? Mostrarei o clima e a ambiência sem mostrar o vestido,  espero que consiga ( risos ).

É isso! Vamos celebrar, com muita alegria e gratidão, afinal, somos pessoas de bem e merecemos.

Ficarei muito feliz em compartilhar com vocês os preparativos para o meu casamento. Sintam-se convidados a compartilhar comigo. E voilá!

http://www.shirleyyanez.com.br/

http://www.carolnasser.com.br/