Imagem

Gratidão e Amor. Venha, 2018!

Para mim a vida profissional não está separada da vida pessoal, assim como o corpo não está separado da alma. Esse ano que passou me deixou muitas lições, uma delas foi o encontro que tive com minha própria totalidade como ser humano. Esta totalidade, a encontrei no amor, na arte, na relação com o outro. A integridade encontrou seu sentido na vida. As parcerias nunca foram tão fortes. Por isso gostaria de agradecer às pessoas que compartilharam comigo essa jornada. Gratidão e amor por todos vocês. 

Que em 2018 sigamos juntos com mais sementes plantadas e mais frutos colhidos.

 Venha, 2018!

Mauricio Grecco Cora Arruda Grecco Rafael Grecco Carol Nasser Shirley Yanez Sayonara Sarti Vanessa Clark Karen Brusttolin Chapelaria Barbarah Sofitel Ipanema Rosenete Pereira Lucas Pereira Nova Assessoria Pino Gomes Alphorria Sergio Arruda Yara Kasting Arruda Carla Alves Fábrica Bhering 

Tuna Dwek Solange Pereira Galeria Eixo Arte Clube Quindim Volnei Canonica Roger Mello Yabú Uma Sara Figueiredo Cadu Lacerda Flavia Rodrigues Close In Closet Guga Arruda Milene Arruda

Tom Arruda Grecco Diego Senra Names Agenciamento Priscilla Prade Ivann Willig Estúdios Globo Janine Bastos Rodrigo Aidar Valesca Hime Rejane Kasting Arruda 

Glow Dry Bar Lena Valzinha Gabo Café We Do Yanez Confeitaria Marion Brasil Fernanda Thibau Vanessa Cabidelli Costão do Santinho Resort Mauricio Arruda Mendonça Paulo de Moraes Mirinha Renata Grecco 

Imagem

Com Amor Eterno.

Ontem tive um sinal tão bonito de que quando você age com o coração limpo, o retorno pode demorar para acontecer, mas quando acontece ele é grande e sólido.
Eu estava em um dia difícil, apesar de toda a alegria com esse momento lindo em minha vida, da felicidade que estou sentindo, também sou feita de luz e sombra, e as vezes, diariamente (risos) Hades me pega pela mão e me leva para as profundezas.

Para encurtar, não quero fazer textão, fui abordada na rua por uma senhora que me disse:

Carolina, te acompanho desde o início, você venceu, você chegou em um lugar lindo, por tudo que você passou, não há desafio impossível para você, você superou todos e chegou aonde queria chegar.

Eu disse:

Ah! não fala isso (emocionada).

E ela:

Depois, a maturidade te fez muito bem.

Pousei suavemente minha mão em seu braço, como quem sem palavras diz, quem é você? Você acaba de salvar a minha vida. Me despedi e fui embora.

Não tenho mais nada a falar. Somente a agradecer.

E essas duas aí em cima👆

(em um momento comportadas, em outro não rs), fazem parte de tudo que sempre foi o mais importante para mim, o amor, a amizade e o tempo.

O tempo que amadurece tudo e concretiza o real das coisas. Para cultivar o tempo é necessário semear, para colher é necessário ter paciência. Para ter o coração limpo é necessário ter compaixão. Enxergar o outro e mesmo que veja suas imperfeições, dar-lhe as mãos.

Meu casamento foi lindo porque foi o resumo de tudo que eu acredito, que nós acreditamos, eu e Mauricio. Nosso casamento foi a concretização de nós dois.

Com amor eterno.

@sayonarasarti

@karenbrusttolin

@shirleyyanezb

@carolnasseratelier

#casamentocarolkasting #casamentoperfeito #miniwedding

Por que falar de casamento? 


Não sou uma blogueira comum, não, não sou, definitivamente. Escrevo pelo prazer de transmitir ideias e conceitos, que podem e devem ser questionados, com delicadeza.

Hoje vou falar sobre casamento e acredito que não seja a última vez.

Mas por que falar de casamento? Porque a celebração foi marcada para outubro e está dada a largada para os preparativos.

Não será um casamento comum, não, não será, definitivamente. Até porque a noiva e o noivo já estão casados há 18 anos, têm dois filhos juntos e um terceiro, enteado da noiva; será portanto, uma celebração da vida que tivemos juntos, e ainda teremos, das conquistas compartilhadas e dos perrengues superados, sim, por que não? Com uma vida compartilhada há quase vinte anos, já é hora de se saber que ela não é um mar de rosas, que ela tem muitos espinhos e que muitas montanhas terão de ser escaladas.

Adoro essa palavra, celebração. Uma mini celebração, somente para os amigos mais íntimos, porque afinal, nesta época de crise, ninguém quer esbanjar. E sempre fomos, ele e eu, pessoas de petit comité, ou seja, poucos e muito bons amigos. Nesse aspecto meu casamento estará dentro da tendência, será um mini wedding. Ninguém quer mais gastar uma fortuna, o que na minha humilde opinião, é cafona. Esta tendência já está concretizada e aprovada. Imaginem a quantidade de noivas que, como eu, já dividem um lar com o marido. Então, vamos de mini wedding!

E já posso adiantar, a decoração será simples, será um simple wedding, sem deixar de lado a elegância, claro. Podem esperar, será de morrer de amor! Receberemos os amigos em casa, com no máximo cinquenta convidados ( eu prometi para a minha cerimonialista preferida, Shirley Yáñez, que teve, ela mesma, o casamento mais cool das redondezas cariocas, terei que cumprir ), portanto, não fique chateado se não for convidado ( risos ). Mais um motivo para que eu divida tudo com vocês, em doses homeopáticas, por aqui.

Vamos falar do vestido de noiva? Sim, vamos falar muito. Será confeccionado pela estilista Carol Nasser, que é uma artista incrível! Seu Atelier Carol Nasser veste noivas desse perfil. Noivas modernas que nas palavras da própria estilista, não querem realizar o sonho do príncipe encantado, são mulheres que já têm a vida que desejaram e querem celebrar essa feliz união. A noiva Carol Nasser sabe o que quer.

Quanto ao vestido, me deparei com uma questão, não poder mostrá-lo antes do casamento ( risos ). Fiquei possessa. Mas nem em fotos?! Não. Algumas tradições são inquebráveis. Então fui procurar saber porquê.

Dizem que não se pode ver o vestido da noiva, ou a noiva vestida antes do casamento porque em tempos remotos, os casamentos eram marcados pelos pais e, nem noiva nem noivo sequer se conheciam. Era um casamento político ou econômico. Que bom que o mundo evoluiu, neste sentido, embora alguns países ainda pratiquem esta tradição nefasta. Então, o noivo ou a noiva, caso se vissem antes do casamento, poderiam dar problemas para os pais, não querendo se casar, o que provavelmente aconteceria. O fato é que para uma noiva como eu, não mostrar o vestido antes do casamento virou mais uma superstição do que uma fidelidade à tradição. Não quero que ninguém saiba, para que possa ser uma surpresa deliciosa. É mais pelo prazer da brincadeira do que por uma regra imposta. Conclusão, farei fotos e muitas, das provas do vestido,  que já começaram. Vou mostrar sem mostrar nada, sabem como é? Mostrarei o clima e a ambiência sem mostrar o vestido,  espero que consiga ( risos ).

É isso! Vamos celebrar, com muita alegria e gratidão, afinal, somos pessoas de bem e merecemos.

Ficarei muito feliz em compartilhar com vocês os preparativos para o meu casamento. Sintam-se convidados a compartilhar comigo. E voilá!

http://www.shirleyyanez.com.br/

http://www.carolnasser.com.br/