Imagem

Minh’alma

A primeira vez que gosto da profundidade em que alcança minh’alma.

Ser diferente é algo que precisa bancar consigo. Não há saída, ou aceita-te como és ou serás para sempre infeliz. Escolhi a primeira opção, mesmo que me mantenha em contato com o mais terrível em mim.
A profundidade em que alcança minh’alma, hoje, começa a me fazer feliz.
Afinal nascemos todos sozinhos e nús, somente vestidos de sobrevivência.
A luta pela vida é sangrenta mas temos todos conosco a similaridade humana de nossas diferenças.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s